Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ILHA DO SAL (PARTE I), CABO VERDE

por mmsfr, em 25.04.07

Hoje conhecemos...a Ilha do Sal. Ou melhor, conhecemos o Hotel Riu Funaná e as praias adjacentes, porque nos primeiros dias não saímos do hotel.

Viajámos para Cabo Verde para praticarmos o "dolce fare niente", bem ao estilo Punta Cana mas com metade das horas de voo e num avião da companhia aérea cabo verdiana que tinha metade das peças...

Nota importante: Por enquanto não pensar que estão em Punta Cana, a Ilha do Sal aposta no turismo há muito pouco tempo com tudo o que tem de bom e de mau. Há infraestruturas por construir, simpatia por afinar, línguas por aprender mas que se nota um esforço, sim que se nota.

Falando do nosso Hotel, é um complexo turístico com vários regimes se bem que o preferido é o "All Inclusive". Dentro do complexo existem na realidade dois hotéis, o Funaná e o Garoupa. Ficámos no primeiro e é o que recomendo, fica mais próximo da entrada para a praia.

Os restaurantes são partilhados e há o internacional que é o mesmo do pequeno-almoço, que ia tendo dias de culinária de alguns países, apanhámos Portugal o que ainda deu para comer um cozido fingido.

Havia um italiano, um oriental, um cabo verdiano e já não me lembro do outro...creio que haviam mais. Comia-se bem em qualquer um deles, o que menos gostei foi o cabo verdiano, mas eu não sou muito fã das moquecas e afins.

Para o almoço, havia restaurantes perto da piscina e praia onde podíamos comer.

Falando em piscina usámos muito pouco porque como o tempo não estava assim tão quente e era muito ventoso, quando entravámos ficávamos gelados. Utilizávamos mais nas parte com menos água e mais abrigadas nomeadamente ao pé do bar, onde ficávamos sentados a refrescar e beber uns copos.

Junto á piscina estava uma senhora que dava massagens de cinco minutos e a uns poucos metros estava o SPA do hotel onde fizémos uma massagem á séria durante uma hora e um pouco de circuito sauna-jacuzzi.

Quanto a praia, está colada ao hotel e há uma entrada/saída que dá acesso directo.

 

A praia tem uma extensão incrível e uma água azul quase caribenha...mas em Abril as temperaturas da água assemelham-se uma Comporta nos seus melhores dias. Não temos dificuldades a entrar mas também não suamos lá dentro. E atenção, tem alguma corrente...cuidado!

Por ser uma zona de muito vento, é boa para a prática de alguns desportos entre eles o Windsurf, já começa também a haver muito oferta para praticantes ou para quem queira aprender.

Por ser bastante grande e ampla, podem dar um passeio ou do lado direito do hotel está uma zona de dunas que fomos até lá dar umas cambalhotas por ali abaixo.

Quanto a segurança, a praia é pública pelo o que poderá ver-se alguns cabo verdianos, maioritáriamente jovens que lá pediam uns trocos ou um cigarro mas não faziam mal a ninguém nem incomodavam muito. Também aparecia o ocasional "vende pulseiras".

O modelo de animação caribenha também se punha em prática na praia, com os animadores a organizarem jogos, a dançar, actividades para as quais ainda fomos "arrastados" alguma vezes, outras queríamos mesmo ir como jogar voleibol.

Voltando á animação, á noite num anfiteatro montado para o efeito os animadores de dia davam espectáculos "low budget" á noite, naquele formato muito turistico de entreter o "bife" com um "Cabaret" feito á pressão, cheio de lantejoulas e confettis. Tinha uma discoteca, não era grande mas era muito animada, felizmente havia muita gente jovem no hotel e os animadores que ainda tinham forças, davam um segundo "show" na pista de dança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:06




Google Translator


Guia de Cidades


Quantos visitaram II


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Onde Vivemos




Flag Counter

Follow on Bloglovin

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Abril 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930