Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



LISBOA, PORTUGAL

por mmsfr, em 28.12.10

Hoje passeámos pelo Bairro Alto e pelo Chiado.


Para matar saudades da nossa cidade, andámos a passear em plena véspera de Natal pelas ruas de Lisboa. Longe vai a azáfama das compras de última hora, ou os portugueses compraram tudo mais cedo ou realmente a crise tem o seu impacto. A verdade é que em alguns Natais para fugir aos shoppings apinhados fazia compras no Chiado e na Baixa Lisboeta, mas há que ter em conta o Bairro Alto quando pensarem em compras de Natal e prendas originais.

 

 

Deixámos o carro no estacionamento do Largo de Camões para nos deslocarmos depois a pé pela zona. Aqui está instalado um Quiosque do Refresco, um dos três que existem pela cidade ideia de Catarina Portas e João Regal, num conceito de fazer renascer o charme de um tipo de espaço comercial que parecia condenado á morte: o Quiosque. Aqui vendem-se refrescos originais e frescos, que têm procura mesmo neste Inverno tão rigoroso.

 

Entramos depois na emblemática Rua do Norte, vi uma loja que não conhecia (porque sou uma inculta do Bairro) e que gostei que é a Bairro Arte. Agradaram-me especialmente dos quadros que tinham com colagens de fotos alusivas á cidade, eu gostava de ter um na minha casa pena é que não cabem no carro para fazer a viagem até Espanha. Mas há muitas outras lojas que podem visitar no Bairro, quase todas muito mais alternativas e onde sem dúvida, se podem comprar presentes originais.

 


Depois descemos do Largo de Camões até aos armazéns do Chiado pela Rua Garrett, passamos pelo sempre famoso café "A Brasileira" onde Fernando Pessoa continua sentado e a tirar fotos com vários turistas que o visitam, nesta rua há também algumas lojas interessantes como uma de atoalhados cujo tapete menciona "Paris em Lisboa".

 

 

De enaltecer também a loja da Vista Alegre, sobretudo com a sua montra e a sua nova colecção dedicada a Lisboa com alguns dos seus ícones como o eléctrico e as pedras da calçada. Eu tenho duas peças que me ofereceram, tenho-as expostas porque são mais que peças de louça, são também peças de arte.

Não esquecer a sempre fabulosa montra da Nespresso e os armazéns do Chiado que ganharam outra vida com a sua reconstrução e  que têm uma Fnac como loja âncora.

 


Descemos depois a Rua do Carmo onde há boas noticias, a gelataria Santini vai abrir uma loja aí (não me pareceu estar aberta) e conheci também a Muji do Chiado que comparada com a da Fuencarral é muito maior e tem muito mais coisas, por isso estão cheios de sorte. Não sei se haverá aqui por Madrid outras maiores mas na zona mais central acho a loja muito pequena e com pouca variedade.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:21




Google Translator


Guia de Cidades


Quantos visitaram II


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Onde Vivemos




Flag Counter

Follow on Bloglovin

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Dezembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031