Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



HOTEL REAL DE BOHOYO, ÁVILA, ESPANHA

por mmsfr, em 31.07.11

Vamos pela segunda vez a uma aldeia junto á Serra de Béjar que se chama Becedas.

A vantagem de visitar com locais é que te ajudam a descobrir autênticas "preciosidades" tanto naturais como por exemplo, o Hotel Real de Bohoyo, localizado na terra com o mesmo nome.

Logo á entrada, de um lado e do outro estão uns apartamentos com a arquitectura típica de montanha. Tudo muito recente e arranjado, logo aí já íamos com a boca aberta de espanto. 

 

Mas quando começamos a ver melhor o hotel, percebemos que aquele lugar é realmente único. Totalmente construído do zero mas com o traçado de um antigo castelo, com a sua torre onde nos dizia o nosso amigo, se instala o proprietário dos três hotéis da cadeia Real Hoteles quando aqui vem.  

Na porta podemos contar as cinco estrelas, parece demasiado para a zona que é mas a verdade é que muito perto passa um rio onde muitos se vão banhar escapando ao reboliço das praias que por esta altura começam a encher e além disso têm um fantástico SPA com preços mais que acessíveis.

 

Entramos no hotel e uma das empregadas oferece-se para mostrá-lo, era conhecida deste nosso amigo e viviam na mesma aldeia. Tinha muito entusiasmo ao mostrar-nos, ia-nos contando alguns detalhes da sua faustosa decoração. 

Entrámos pela porta do bar que no balcão tinha uma registadora antiga. Parecia que estávamos a entrar num requintado palácio que se tinha conseguido a proeza de se preservar ao longo de todos estes anos. 

Mas foi ao ver o salão de festas e de jantar que realmente percebemos que estávamos perante um hotel bastante luxuoso. Tudo muito cuidado, cada peça escolhida ao pormenor numa excelente mistura entre o novo e a antiguidade. Dizia-nos o nosso amigo que o chão de mármore veio da Jordânia e que algumas das peças de decoração tinham sido "resgatadas" de uma igreja das redondezas.

O restaurante tinha um menú de degustação a 45€ por pessoa, parece caro mas se considerarmos o que se paga em alguns restaurantes de Madrid estou em crer que pode ser um preço justo. Mas havia que provar a comida coisa que não fizémos, estávamos apenas a fazer uma visita turística. 

Ao lado do bar estava um salão fantástico, uma vez mais os pormenores e atenção a cada detalhe justificam a sua classificação. Desde o quadro antigo, passando pelos tectos de madeira esculpida parecia que estávamos a fazer uma visita guiada por um palácio com a diferença de que pagando uma bebida ou um alojamento podemos "tocar nos móveis". 

 

Também ligado ao bar estava uma grande varanda com mesas que permitiam disfrutar da vista. Uma opção mais barata se não podemos ficar aqui alojados é comer aqui, o chamado "picar" com tapas variadas a preços entre os 6€ e os 8€ e segundo a empregada, em doses generosas.  

Ficou a vontade de voltar e ficar, talvez mais próximo do Inverno que segundo nos dizia o nosso amigo, o hotel fornecia transfer para La Covatilla, a estância de neve da Serra de Béjar. Por outro lado, a tal empregada dizia-me que o hotel tinha sempre pouca gente por isso antes de considerar isso como um ponto forte telefonaremos a perguntar.

Deram-nos um preçário dos quartos (que não nos autorizaram a ver) e iam de 160€ a 225€, não estava mal para um cinco estrelas. 

 

Website do Hotel

Website da Cadeia Real de Hoteles

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:51




Google Translator


Guia de Cidades


Quantos visitaram II


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Onde Vivemos




Flag Counter

Follow on Bloglovin

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31