Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



MADRID RIO, ESPANHA

por mmsfr, em 28.08.11

Fomos descobrir o renovado espaço á beira do Rio Manzanares a que chamaram de Parque Madrid Rio. Com cerca de dez quilómetros de itinerários pedestres e para ciclista, conhecemos nesta primeira visita uma terça parte. Começámos na Puente del Rey e demos a volta na Ponte Verde (uma ponte em Y toda em ferro).

 

 

A zona por onde andámos chama-se Salon de Pinos (pinheiros) que ocupa cerca de seis quilómetros dos dez totais que tem o parque. Mais adiante vimos a marca dos quilómetros, entrámos uns dois quilómetros depois do inicio do parque ficando por descobrir a parte anterior á Puente del Rey.

 

Durante o percurso que fizémos encontrámos pequenos parques para crianças, todos feitos com madeira, metal e cordas, para pôr á prova os pequenos aventureiros. Ao nosso faltava-lhe um escorrega, que fomos prometendo mas que nunca chegámos a encontrar, talvez não fosse o lugar para o fazer. 

 

 

Num haviam javalis de madeira, só lhes faltava uma mola para se tornarem mais apelativos ás crianças. 

O parque permite um passeio fantástico acompanhado de uma bela vista da cidade e dos seus principais símbolos, como o Palácio Real e a Praça de Espanha.

Chegamos á famosa Ponte de Segóvia construída no século XVI e que ao longo de vários anos sofreu várias remodelações. Do mesmo arquitecto que desenhou o Escorial e o Palácio de Aranjuez, a ponte construída em granito conta com nove arcos. 

Vimos gente a refrescar-se nos lagos e tomar banhos de sol, ficámos com a sensação que esta era a tão desejada praia que pedia quem mora no centro da cidade.

 

Passamos depois pela Ponte Oblíqua, uma pequena ponte de 150 metros que antigamente estava aberta ao trânsito e com a requalificação do espaço junto ao Manzanares é utilizada apenas por pedestres e ciclistas. 

Sendo que para conhecer todo o parque são pelo menos dez quilómetros (vinte se consíderarmos o regresso) começam a florescer negócios orientados para o aluguer de alguns equipamentos que atenuam o cansaço de percorrer essa distância ou que são apenas maneiras mais divertidas de explorá-lo. Entre elas esta loja com aluguer de Segways, carrinhos de pedal, etc.. 

Chegámos ao ponto onde demos a volta, a Ponte do Principado de Andorra, que no guia vem com o nome de Ponte Verde mas que na própria vi o primeiro. Fez-me lembrar a ponte de ferro que vimos em Girona mas aqui tem algo mais, ela a meio divide-se em dois.

Junto a ela está um hotel do grupo NH e ao fundo do lado esquerdo está o estádio do Atlético de Madrid, o Vincente Calderón. 

 

Não tenho dúvidas de que ela será um excelente "alvo" das objectivas de fotógrafos bem mais habilidosos que eu, pelos seus ângulos arquitectónicos que permitem dar largas á imaginação. 

 

Ainda é um parque um pouco árido, no troço que percorremos havia pouca sombra mas é uma questão de tempo e de deixar que os pinheiros cresçam ao seu ritmo e comecem a oferecer um pouco mais de frescura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:06




Google Translator


Guia de Cidades


Quantos visitaram II


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Onde Vivemos




Flag Counter

Follow on Bloglovin

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Agosto 2011

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031