Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CASTELO DE CHENONCEAU - EXTERIOR, FRANÇA

por mmsfr, em 23.06.11

O Castelo de Chenonceau é também conhecido pelo Castelo das Damas, já que grandes mulheres da aristocracia francesa aqui viveram.

Construído sobre o rio Cher e no centro de uma grande floresta, o Castelo foi reconstruído no século XVI, mudando o seu estilo medieval para o renascentista.

A entrada para visitar o Castelo custa 10,50€ e podemos escolher um guia (gratuito) nos idiomas disponíveis, português era um deles felizmente. 

 

 

 

É a familia Bohier quem começa a transformação do castelo, que depois passa a residência real quando é ocupado por Catherine de Medici. Mais tarde o seu marido, o Rei Henri II oferece-o á sua amante, Diane de Poitiers. Mais tarde, esta é obrigada a trocá-lo por Chaumont. Seguem-se outras damas como Luísa de Lorena ou Louise Dupin já no século XVIII. 

Os últimos proprietários do Castelo, a familia Menier (dos chocolates) mandam reconstruir partes do castelo danificadas pela Segunda Guerra Mundial e hoje é o segundo castelo mais visitado de França.

As boas vindas ao castelo são dadas por duas esfinges.

 

Do lado esquerdo o jardim de Diana de Poitiers cujos muros protegem das cheias do rio. Ao centro está uma fonte rodeada por triângulos de relva ornamentados por coloridas flores e pequenos arbustros.

 

Encontrei neste jardim uma das minhas flores preferidas: as tulipas. 

 

Mais discreto e pequeno, está o Jardim de Catherine de Médici, que curiosamente está no lado oposto do de Diana de Poitiers.

No "bâtiment" des Dômes, as antigas cavalariças reais, está uma óptima esplanada para descansar depois da visita. O edificio virado para o pátio de honra alberga também um museu de cera que conta a história de Chenonceau desde o renascimento.

No parque está o Labirinto, criado por Catherine de Médici e ao centro um caramanchão (palavra que desconhecia até aqui), uma estrutura que se utilizava por exemplo para servir o chá no jardim e que quando coberta com trepadeiras dava uma boa sombra. 

No seu topo está uma estátua de Vénus. 

Ao fundo, depois do labirinto está uma estrutura de Cariátides, colocadas numa posição priveligiada no Castelo sob as ordens de Catherine de Médici, mas séculos mais tarde, viriam a ser retiradas e hoje estão novamente em destaque. 

Completamente pensado para o lazer e para disfrutar da natureza, o parque do castelo conta também com uma zona de piqueniques com um espaçoso relvado e algumas sombras. 

 

 

E logo á saída, uma "crêperie" para podermos matar a fome com um delicioso crêpe com Nutela (infelizmente nunca consegui comer com chocolate quente). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48




Google Translator


Guia de Cidades


Quantos visitaram II


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Onde Vivemos




Flag Counter

Follow on Bloglovin

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930